Japão. Número de suicídios de crianças atingiu valor recorde em 2020

Notícias ao Minuto   14/10/2021 23:41

O número de suicídios entre crianças japonesas em idade escolar atingiu um recorde durante o último ano letivo, de acordo com um relatório do ministério da Educação publicado na quarta-feira, citado pela CNN.

O Japão registou 415 suicídios de crianças entre os seis e os 18 anos de idade durante o ano letivo de 2020, o número mais alto desde que há acompanhamento deste indicador, em 1974.

Trata-se de um aumento de 31% em relação ao ano anterior, quando se registaram 317 mortes pela mesma causa.

Segundo a emissora pública japonesa, NHK, há uma miríade de fatores por trás do aumento, como problemas familiares, maus resultados escolares, relação com outras crianças ou doença.

A mesma emissora indicou, porém, que mais de metade dos suicídios reportados no ano passado foram registados com razão desconhecida.

O ministério da Educação japonês faz um levantamento anual em todas as escolas para agregar os dados sobre suicídio, bullying e abandono escolar. O relatório revelou, ainda, que mais de 190 mil alunos do ensino primário e secundário faltaram à escola mais de 30 dias no último ano letivo - um aumento de 8% em relação ao ano prévio.

Se estiver a sofrer com alguma doença mental, tiver pensamentos auto-destrutivos ou simplesmente necessitar de falar com alguém, deverá consultar um psiquiatra, psicólogo ou clínico geral. Poderá ainda contactar uma destas entidades:

SOS Voz Amiga (entre as 16h e as 24h) - 213 544 545 (Número gratuito)

Conversa Amiga (entre as 15h e as 22h) - 808 237 327 (Número gratuito) e 210 027 159

SOS Estudante (entre as 20h e a 1h) - 239 484 020

Telefone da Esperança (entre as 20h e as 23h) - 222 080 707

Telefone da Amizade (entre as 16h e as 23h) – 228 323 535

Leia Também: Fumio Kishida toma posse como novo primeiro-ministro do Japão

patrocinado por Continente Frutas e legumes. Continente é o único no mundo com esta certificação
Cookie Settings