Saguis pegam herpes de humanos e morrem no interior de São Paulo

Canaltech   14/10/2021 23:40

O vírus HSV, causador do herpes, vem sendo a causa da morte de dezenas de saguis no Jardim Botânico de Bauru, cidade do interior de São Paulo. De acordo com os biólogos, os animais estão contraindo o vírus, que não tem cura, quando ingerem alimentos oferecidos pelos visitantes.

O vírus do herpes é contagioso e é propagado por meio do contato direto com a pele da pessoa infectada, ou ainda por secreções. Nos humanos, a doença acomete cerca de nove entre 10 pessoas, sendo bastante comum, mas nos primatas o vírus é fatal.

Vinícius Sementili Cardoso, biólogo do Jardim Botânico de Bauru, contou em entrevista ao JCNET que existe o mito de que todos os primatas se alimentam unicamente de frutas, principalmente bananas. Com isso, visitantes de parques e zoológicos acabam mordendo frutas e oferecendo pedaços a esses animais, que se aproximam pelo interesse no alimento.

Imagem: Reprodução/jggrz/Pixabay

Cardoso explica, portanto, que os saguis acabam tendo contato com o vírus ao consumir esses alimentos, ou ainda quando vasculham o lixo. "Então, é importante que, além de não oferecer comida, as pessoas também lacrem bem o descarte de seus resíduos", pontua o biólogo, dizendo que os animais também estão morrendo pelo herpes em bairros rurais.

Herpes, humanos e saguis

O profissional conta que, uma vez infectados, os saguis estão fadados à morte, que acontece de forma rápida. O primeiro sintoma é o surgimento de feridas na mucosa do rosto, e não demora para que o animal fique bastante debilitado e morra. Além de serem infectados pelos humanos, eles também se contaminam entre eles, o que também é fatal.

Além do herpes, os saguis também podem contrair cáries, o que faz com que eles percam os dentes e morram de fome, e podem ainda desenvolver diabetes, problemas hepáticos e renais. Em humanos, o herpes simples traz apenas incômodos com infecções nos lábios ou na área genital, mas pessoas imunossuprimidas o herpes pode causar problemas mais sérios, acometendo cérebro, pulmões e sistema digestivo.