Justiça vende por mais de 11 milhões mansão apreendida na Operação Rota do Atlântico

Público   11/07/2024 15:37
Segundo a investigação, a mansão era de um ministro do Congo que José Veiga terá ajudado a corromper para que a Asperbras conseguisse obter contratos milionários de obras públicas naquele país.
Ler mais
Cookie Settings